Homilia da 2a Missa por Cura e Libertação, com Frei Josué: Temos que confiar mais em Deus

Mensagem litúrgica do dia 21 de agosto de 2018, Primeira Leitura (Ez 28,1-10), Responsório (Dt 32,26-36), Evangelho (Mt 19,23-30).

 Por Adriana Gimenes (Pascom)

Jesus sempre orou por cura e libertação e o Ministério de Jesus é cheio de curas e sinais. Jesus nos deu a graça de orar pelos outros e todo sacerdote é ministro de cura e libertação. Deus usa as pessoas mais simples para nos ensinar. Deus pode nos surpreender. O poder é de Deus e Ele usa como Ele quer. Nessa missa especial, estamos precisando não só de cura física, mas também de cura interior. O mundo está ausente do amor de Deus, que é a única força que pode preencher o nosso vazio, que nos livra das angústias, desespero, e até de doenças.  Se não existirem padres, para quem iremos nos confessar?

Há uma verdadeira epidemia de depressão e pânico no mundo. Isso é pela falta dos sacramentos. Somos egoístas, birrentos, fracos, isso é vazio em cima de vazio. Temor de voltar a Deus e ao arrependimento.  Sem aversão ao pecado, não temos um verdadeiro arrependimento, como dizia Santa Catarina. Tudo é corroído na base do fogo. Estamos vivendo o purgatório agora?  Por que não pensamos na eternidade no aqui e agora? As leituras dessa missa nos levam para a cura interior.  Só temos dois caminhos a seguir, o do bem e da humildade de Deus, ou o caminho do orgulho, do inimigo.  Lúcifer dizia que era Deus, que ele se bastava na ocupação de todos os corações, todos os lares, e esta foi a grande queda desse anjo. Ele não é criativo porque não tem amor, só ódio e destruição, ele é o pai da mentira.  Só o amor constrói. O caminho do inferno é o mal, o egoísmo.  O caminho de Deus é o amor, o céu.  Quando Deus criou os anjos, os deu a graça da liberdade de escolher entre o bem e o mal, que fossem livres para amar, Deus é tanto amor que gera o filho que é sua imagem e semelhança, que gera o Espírito Santo.  Deus não é sozinho. Os anjos são seres espirituais, elevados, celestiais. Ele os submeteu a uma prova a qual não sabemos. Então Deus enviou Lúcifer, o ser maior que todos, para que pudesse ajudar os outros anjos.

 

Existem nove coros de anjos. Lúcifer era o maior dos serafins, ocupava o trono diante de Deus.  Só que, ao perceber que era maior que os outros, tirou os olhos de Deus e olhou para si mesmo. As pessoas mais brilhantes querem criar teorias que contrariam a Deus. A teoria de Lúcifer era que não deveríamos ser servos, já que podemos ser senhores. “O poder do inferno nunca prevalecerá contra a igreja”, disse Jesus Cristo. O maior advogado da Igreja Católica é o Espírito Santo. Quando estamos no pecado, o inimigo vem e da o bote. Deus criou seres imortais, os anjos, e esperou que alguém viesse defende-Lo! Miguel! “Quem como Deus!”. E houve um combate no céu que durou até a vinda de Jesus Cristo. Batalha entre o bem e o mal. Deus revestiu São Miguel de autoridade, colocando-o acima das milícias celestes. São Miguel derrotou e expulsou o inimigo, Deus criou um anjo de luz que se transformou num monstro. E esse monstro não se arrepende de não pode vencer a Deus e aos anjos. Então ele prejudica a quem Deus mais ama, o homem e a mulher.

Durante a Quaresma de São Miguel, surgem combates em nossa vida. Muitas pessoas se afastam de Deus, principalmente os jovens, que entram e depressão e cometem suicídio. Idolatram a caveira, que significa a morte. Quem está dirigindo nossas vidas? Precisamos retomar o caminho. Temos que ter coragem e ouvir a voz de Deus.  “Como é difícil um rico entrar no reino dos céus […], é mais fácil um camelo passar pelo buraco da agulha do que um rico entrar no reino dos céus”. Quem poderá salvar-se? Para o homem é impossível, mas para Deus nada é impossível. O rico é o orgulhoso e a nossa maior riqueza é a nossa própria vontade. Liberdade não é fazer o que a gente quer e sim fazer o que Deus quer que façamos, que é sempre amor.

As vezes achamos que sabemos demais, mais que Deus, não temos a coragem de entregar tudo a Deus. Deus é quem sabe o que é melhor para nós, Ele que coloca a pessoa certa, o trabalho certo em nossa vida, temos de confiar mais em Deus, na sua providência.  É bom confiarmos em Deus, corrermos o risco e acreditarmos, confiarmos. Não existe situação que Deus não possa consertar. Veja as fotos de Larissa Pedroza e Fernando Carlomagno (Pascom).

Comments are closed.