Homilia do Padre Clóvis: A vitória é nossa!

Mensagem Litúrgica da 5aMissa por Cura e Libertação, Primeira Leitura (1Cor 6, 1-11), Responsório (Sl 149), Evangelho (Lc 6,12-19).

Por Adriana Gimenes (Pascom)

Jesus passou a noite toda em oração, em intimidade com o Pai, porque tinha que tomar uma decisão importante. Quando temos uma decisão a tomar, rezamos, por pouco tempo e queremos ser atendidos por Deus. Receber as graças. Para que o Espírito esteja presente, é preciso rezar, sem oração não há vitória. Se não rezamos, não precisamos ir a missas por cura, não adianta de nada. Sem oração, sem Vitória! Quando Nossa Senhora apareceu aos pastorinhos, em Fátima, ela pediu que rezassem, e qual a oração mais forte? É o terço.  O terço no pescoço não serve de nada. Ele deve ser usado na mão, que se torna uma arma poderosa. Quando o inimigo nos vê com o terço na mão ele treme, tanto que Nossa Senhora disse aos pastorinhos que se rezassem o terço a Rússia se converteria. Se queremos a vitória na nossa vida, temos de rezar. Esse é o grande instrumento que o Senhor coloca em nossas mãos para vencermos o inimigo. Sem oração não adianta ir à missa, mesmo se for com o Papa. Se não rezarmos nada acontece em nossa vida.

Jesus passou a noite rezando para escolher seus sucessores.  Sem oração não tem cura nem libertação.  Temos de colocar o joelho no chão e rezar. Estamos virando uma geração que se esqueceu de rezar. Hoje as pessoas não rezam mais, porque tudo ficou muito fácil. Fazemos da nossa fé uma mercadoria de supermercado. Pedimos a Deus e não fazemos sacrifício.  Ninguém quer fazer sacrifícios. Nossa Senhora disse: oração e sacrifício. Ninguém quer sacrifícios. Não temos paciência com o outro. Jesus orou a noite louvando a Deus. Nós custamos muito caros ao sangue de Cristo, por isso não podemos desistir. Precisamos rezar e nos sacrificar. Na nossa vida enfrentamos muitos Golias. Nossa Senhora nos deu cinco pedrinhas para chegarmos a Vitória. A primeira, a oração, sem oração, sem vitória, precisamos rezar o terço todos os dias. A segunda, o jejum, sacrifício, na Quaresma temos de fazer sacrifícios. A terceira, a Palavra de Deus, mais importante que a voz é a Palavra. A quarta, a Comunhão, comungar o corpo e sangue de Cristo. Toda missa é sacrifício, cada Eucaristia é celebrada por Jesus Cristo. A Eucaristia é a importante pedra para vencer o Golias. E a quinta, a Confissão, que nos reconcilia com Deus, nos liberta dos nossos pecados e vence as ações do inimigo. O inimigo não é mais forte que a Palavra de Cristo, “eu te absolvo em nome Pai, do Filho e do Espírito Santo”. Nossa Senhora pede que rezemos o terço. É melhor rezar o terço que falar mal dos outros. Nossos problemas serão vencidos pelo poder da oração.

Fotos: Fernando Carlomagno

Comments are closed.