São Miguel, defendei-nos no combate

São Miguel faz parte da segunda de nove Coros ou Ordens Angélicas existentes. Arcanjo, ele lutou com Lúcifer, o anjo caído por seu orgulho. Se rebelou contra o seu Criador ao desobedecer, a não querer mais servir aos homens e sim o desejo de ser servido, por isso seu castigo de ser expulso do céu. Deus ainda lhe deu a última chance de reconhecer que estava errado e voltar, mas a vaidade o impediu.
Nesta batalha, no pior momento, em que a famosa frase “Quem como Deus” surgiu.
Outro momento em que o Arcanjo está presente na história é em Apocalipse 12, 7: “E houve batalha no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos.” São João narra no livro de Apocalipse a guerra entre São Miguel e Lúcifer após ele querer roubar o Menino dos braços da Mãe logo depois do seu nascimento, Ele é arrebatado, impedindo que o mau ganhasse. Graças as atribuições concedidas ao Príncipe da Milícia Celeste, a serpente perde.

Quaresma de São Miguel
A quaresma de São Miguel Arcanjo inicia-se dia 15 de agosto, Solenidade a Assunção de Nossa Senhora, terminando em 29 de setembro, comemoração dos Santos Arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael.
A origem da devoção se dá com São Francisco de Assis que durante 40 dias fazia suas orações e intensas penitências, justamente o tempo que antecedia a festa dos Arcanjos.
Nesta quinta-feira (15) o Santuário São Francisco de Assis começa a Quaresma de São Miguel. Todas as quintas-feiras às 19 horas o padre celebrará a santa missa, seguida de adoração e das orações em honra ao Arcanjo. Participe conosco.
São Miguel, defendei-nos no combate!

Fontes: padrepauloricardo e cleofas