Santuario Sao Francisco de Assis

Laudes e Vésperas: Dupla dobradiça do ofício cotidiano

No segundo encontro, Frei João explicou sobre os elementos que os cristão tomaram da oração hebraica para a Liturgia das Horas

Por Letícia Maria

Hoje (26/5), Frei João Benedito de Araújo OFMConv., Reitor e Pároco do Santuário São Francisco de Assis, durante a homilia da Santa Missa das 7h da manhã, explicou aos fiéis que a realização da Liturgia das Horas significa rezar como Jesus rezava. Falou tabém sobre o pedido dos apóstolos para o Senhor ensiná-los a rezar, como João Batista ensinava aos que o seguiam.

Frei João também falou sobre os mandamentos deixados por Jesus, principalmente aqueles que falam do Batismo, da Eucaristia e do amor fraterno. São eles que dão aos discípulos a compreensão da necessidade da vida comunitária e da Oração, contínua!

Rezar em horas estabelecidas os salmos, cânticos e bênçãos do Antigo Testamento são os elementos tomados da oração hebraica pelos cristãos para a composição da Liturgia das Horas. São eles que permite aos cristão a realmente dirigirem-se ao Pai, por meio do Filho, no Espírito, com as mesmtas palavras que Cristo mesmo pronunciou.

Lembrando o convite do Reitor para que, a partir de 1º de junho, toda a comunidade do Santuário São Francisco de Assis participe com mais intensidade e  número, da espiritualidade da liturgia celebrada: A Liturgia das Horas.

As formações para que a comunidade conheça o rito, e possa acompanhar a oração que já é celebrada pelos frades, irmãs e alguns fiéis, de segunda a sábado, às 6h40, e aos sábados, às 18h, acompanhar a oração Vespertina, que é celebrada antes da missa das 18h30, continuarão acontecendo durante a homilia da Santa Missa das 7h, de quinta-feira (27/5), a sábado (29/5).

No sábado (29/5), também haverá, no canal do Frei João Benedito no YouTube (@padrejoaobenedito), e nas canais oficiais do Santuário São Francisco de Assis.

Para mais informações, leia o documento na íntegra, “Formação para a Liturgia das Horas: segundo encontro”. Aos leigos, também cabe o dever de celebrar a liturgia.

Veja o vídeo do 2º encontro da Formação, clicando aqui!