Santuario Sao Francisco de Assis

Natividade de Nossa Senhora – Quaresma de São Miguel Arcanjo

Na terça-feira, dia 8/9, Natividade de Nossa Senhora, o Santuário recebeu o Padre Carlos Alexandre.

“Celebremos com alegria o nascimento da Virgem Maria: por ela nos veio o sol da justiça, o Cristo, nosso Deus”.

O celebrante observou que a terça feira marcou o meio da Quaresma de São Miguel Arcanjo e pediu a todos perseverança e coragem para seguir com firmeza na Quaresma. Ao iniciar a homilia, Padre Carlos Alexandre falou sobre a inspiração do Espírito Santo sobre São Francisco de Assis ao iniciar a devoção da Quaresma de São Miguel. “Com certeza era o Espírito Santo que soprava no coração daquele pequeno homem. Porque sabemos que tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus, e São Francisco amava a Deus”, disse o celebrante.

Sobre o orgulho e a ganância, padre Carlos Alexandre lembrou que esse mal remete ao anjo caído Lucifer, que pecou ao querer tomar o lugar de Deus, e isso acontece hoje com os cristãos que ao buscar o lugar mais alto desobedecem a Deus, e São Miguel é aquele que levanta sua espada e brada “ ‘Quem como Deus?” Ninguém. São Paulo já nos advertiu que o demônio se disfarça e copia a Deus, e assim vemos em diversas religiões que querem ser a religião fundada por Jesus, e muitos católicos ficam impressionados. Porém a Quaresma de São Miguel traz de volta muitos à Igreja em busca de sinais, e é importante que todos que chegam em busca de milagres entendam que a Quaresma de São Miguel é o início da conversão. “O que dizemos na quarta-feira de cinzas? Convertei-vos e credes no Evangelho e aqui também é assim”, disse.

São Francisco, ao iniciar a devoção da Quaresma de São Miguel, nos permite mais uma chance de conversão. E aqui está reunida a igreja militante. A frente de todos, a Virgem Maria cumpre seu papel: ela é aquela que permitiu a chegada do salvador ao mundo. “Nossa Senhora foi preservada, em sua santidade e pureza desde o ventre de sua mãe, e Nossa Senhora não conheceu o pecado, ela foi preservada para trazer a salvação ao mundo”, disse. O nascimento de Nossa Senhora, cuja a festa se celebra no dia 8 de setembro, precisa ser comemorado por todos. Nossa Senhora carregou o Rei na barriga, disse, descontraidamente, fazendo alusão ao ditado popular que se refere às pessoas soberbas.

Porém Nossa Senhora viveu uma vida de entrega e simplicidade, ao lado de São José, ele que foi alertado pelos anjos sobre a missão de Maria. “Precisamos aprender com São José e os santos a ouvir a mensagem que nos chega pro meio dos anjos”. Ele pediu aos fiéis que seguissem perseverantes na oração durante a Quaresma de São Miguel, encontrando significado em cada prática, firmes no combate e cheios de fé, durante os quarenta dias, à exemplo de São Francisco de Assis. “Se queremos a salvação, queremos milagres, precisamos colocar os joelhos no chão nos quarenta dias, junto de São Francisco”, disse.

Ele alertou que o mal se coloca no nosso caminho de diversas maneiras, para que reneguemos aqueles que amamos, como o cônjuge, o filho e a própria igreja, por meio do adultério, da droga e até mesmo da mídia que fala mal da Igreja e do Santo Papa. “Nossa Senhora olha e intercede por todos, mesmo aqueles que as renegam, como os protestantes. E Nossa Senhora intercede pela salvação de todos e não é errado que nós tenhamos amor por ela”, refletiu. Ao fim da homilia, padre Carlos Alexandre pediu que os presentes saíssem da celebração com a certeza de que Cristo Jesus que se faz alimento na eucaristia, está presente entre nós e é a força para os homens e mulheres fracos. “Que Nossa Senhora nos ajude a seguir em frente, que São Miguel nos guarde e que dia 29 de setembro, ao concluir a Quaresma nós possamos como São Miguel gritar bem alto: ‘Quem como Deus? Ninguém como Deus”!

Texto: Ana Beatriz dos Santos | Fotos: Gerlania Moraes