Santuario Sao Francisco de Assis

O cego de nascença: personagem bíblico que nos ajuda na caminhada da fé

Homilia do Domingo Laetere, ou seja, domingo da Alegria, na quarta semana da Quaresma, o pároco e reitor, Frei João Benedito de Araújo OFMConf, falou aos fiéis pelas redes sociais do Santuário. 1ª Leitura (1Sm, 16, 1b-.6-7.10-13a), Salmo Responsorial (Sl 22), 2ª Leitura (Ef 5, 8-14) e Evangelho (Jo 9, 1.6-9.13-17.34-38 – Forma breve.)

Por Patrícia Gomes

O Evangelho de São João nos narra neste domingo o milagre do cego de nascença que foi curado por Jesus. Os apóstolos perguntaram quem havia pecado para que aquele homem nascesse cego. Questionaram se era o próprio cego ou os seus pais, no entanto Jesus disse que nenhum, nem outro, pois a limitação de não poder enxergar não era uma punição de Deus. Clique na foto para mais imagens.

Depois do milagre realizado, muitos perguntaram ao cego quem o havia curado e ele respondeu que havia sido Jesus, porém os apóstolos não acreditaram. Nós, assim como os apóstolos, diante desse momento de crise no mundo todo, podemos nos perguntar onde está Deus e por que Ele está punindo o mundo. Porém, não se trata de uma punição de Deus, pois Ele quer o nosso bem, mas podemos interpretar como um chamado, uma resposta de fé que Deus quer de cada um de nós. Mais do que perguntar a causa, é momento de pensar no que podemos fazer para continuarmos caminhando firmes na fé.

Esse Evangelho sempre é narrado durante a quaresma para que aquele cego nos ajude na caminhada da fé. Contrariando todos os que o questionavam, ele manteve firme sua resposta: “Quem me curou foi o Senhor, ele é um profeta”. Que possamos nos espelhar nesse cego que combateu e respondeu com fé. Passemos por esse momento difícil com coragem, superemos o medo unidos no Senhor, com esperança.  Clique aqui para ver e ouvir a homilia e inscreva-se no nosso canal

Transmissão: Valcir Araujo

Fotos: Larissa Pedroza

Edição: Letícia Oliveira