Santuario Sao Francisco de Assis

Ou temos fé ou temos medo. Fortaleçamos a nossa fé!

Missa da quaresma de São Miguel

O medo é pavoroso, o demônio usa do medo para nos fazer naufragar na fé. Uma pessoa dominada pelo medo é o contrário da fé.

Texto: Patrícia Gomes
Fotos: Aureni Brito

 

Mensagem Litúrgica
Celebração presidida pelo Frei Josué Pereira
Primeira Leitura (1Ts 4,13-18)
Responsório (95/96)
Evangelho (Lc 4,16-30)

Não existe nada mais positivo que a Palavra de Deus. Muitas vezes ouvimos que precisamos ser mais positivos, que o universo conspira a nosso favor, mas o verdadeiro tesouro, o que realmente renova a nossa fé, o que nos faz vencer a adversidade é a Palavra de Deus, são as promessas do Senhor. Davi foi um homem muito provado, ainda criança, teve que vencer o gigante Golias. Muitas vezes ele teve a vida ameaçada, mas aprendeu com todas as dificuldades, a confiar nas promessas de Deus. Nada pode nos fazer mal, pois até aquilo que vem para o nosso fracasso termina convertendo-se em benção.

Uma das maiores ameaças a nossa vida é o medo. O medo é pavoroso, o demônio usa do medo para nos fazer naufragar na fé. Uma pessoa dominada pelo medo é o contrário da fé. Ou a gente tem fé ou a gente tem medo, são proporcionalmente inversos. Não podem coexistir no mesmo nível a fé e o medo. Uma vez o padre Marcelo Rossi disse que já teve muito medo, mas hoje ele tem fé em Deus. Devemos ter temor a Deus, que não é medo, mas sim um respeito, um amor. Esse é o único temor que devemos ter. Como o coração de Deus fica feliz e concede toda graça diante de um coração que acredita, diante de um coração que olha para o Senhor e diz: Jesus, eu confio em vós.

A esperança colocada em prática vira perseverança, vira a constância na fé. Quem perseverar até o fim será salvo e a fé colocada em prática, principalmente nos momentos difíceis, se torna confiança. Como é maravilhoso confiar em alguém, toda vez que quisermos desconfiar de Deus devemos olhar para a cruz e ver que Ele sacrificou o próprio filho por amor a nós. Como é bom a gente confiar em Deus. Foi essa fé que levou os mártires aos sacrifícios, essa fé deu sentido à vida de tantos mártires e santos de Deus. Quantas mães sofrem pela conversão dos seus filhos e quantas vezes Santa Mônica chorou pela conversão do seu filho Santo Agostinho.

Vocês já pensaram em como seria comungar e receber a palavra todo dia? Vamos fortalecer a nossa fé, sua fé será muito maior quanto mais você se encher dos sacramentos. Aproxime-se de Jesus. Essa pandemia nos tirou muitas coisas e até mesmo o prazer da santa missa, por isso, volte para a Igreja, volte para o Senhor e para os sacramentos. Quão maravilhosa é a graça de receber o nosso Senhor todos os dias!